terça-feira, julho 25, 2017

génios da comédia

não me rio com qualquer coisa. tenho poucas pessoas a nível nacional e internacional que me fazem rir com gosto. de cor posso enumerar:

- ricardo araújo pereira
- ricky gervais
- jerry seinfeld
- steve carell
- pessoas sem filhos, que mandam bitaites sobre a educação de crianças, ou como fariam se fossem pais.

acho que estas últimas batem todos os nomes anteriores. adoro-as e rio-me sempre muito com elas.

quinta-feira, julho 20, 2017

rádio comercial

fartei-me de vez da rádio comercial.

chegaaaa!

há três meses retirei a rádio comercial das estações predefinidas do meu carro (e mais umas quantas) e aproveitei a onda e retirei o like em tudo o que é rede social da estação e dos seus locutores.

sintonizei apenas estações que não passem anúncios. entre outras, vodafone e smooth.
sei que algumas das novas estações são do grupo da rádio comercial. mas eu não tenho nada contra o grupo, apenas contra a estação em si.

em resumo, a minha vida rodoviária melhorou substancialmente.

segunda-feira, julho 03, 2017

bad boy

vocês consideram-se mauzões? olham-se ao espelho e pensam que são os reis disto tudo?
certo, eu também não. aliás, eu sou a antítese do bad boy. um gajo certinho que tenta evitar ao máximo a confusão. até agora tenho conseguido. não sou mauzão ou rufia. não me identifico minimamente com essa maneira de viver.

excepto numa situação...
quando vou fazer compras ao pingo doce e levo um saco do continente:




















entro com um sorriso de sacana e a fazer manguitos para os seguranças e pessoal que está nas caixas. é tudo meu, enquanto grito: "é tudo um bando de cabrões!!"

...pelo menos na minha cabeça, estou a fazer o tal sorriso e os manguitos...acho que na realidade também não grito ofensas...

quando me estou a dirigir para a caixa, olho para baixo e reparo no conteúdo do meu cesto:




















fraldas 5+ que estavam em promoção. passa-me logo o instinto de bad boy...

terça-feira, junho 27, 2017

contagioso

no funeral da minha avó materna, há cerca de 20 anos, enquanto o caixão baixava para o fundo do buraco que lhe tinham aberto no chão, estava eu encostado a uma árvore. chorava como até aí nunca tinha chorado.

o meu pai estava ao meu lado e quando olhei para ele, estava a chorar também.
no fim, perguntei-lhe porque chorava, já que nunca tinha presenciado tal sentimento da parte dele.

"chorei porque te vi chorar. chorei porque te vi mal.", disse-me ele.
guardei isto dentro de mim, sem saber o que fazer com tal informação.

há dias fui a um espectáculo de malabarismo com o tiago.
poucas pessoas e visão perfeita para o malabarista mica paprika. sujeito engraçado e apesar de quase não falar, conseguiu expressar uma série de emoções. o tiago riu e aplaudiu. quis mais e mais. disse mais que uma vez: "isto é tão difícillll, papá!"
ele não queria que aquilo acabasse nunca...

sozinho, eu nunca teria ido assistir a tal espectáculo.
sozinho, se tivesse aterrado ali sem querer, não tinha permanecido mais de dois minutos.
mas a alegria contagiante do meu filho, fez com que eu sorrisse. fez com que eu aplaudisse. fez com que eu quisesse mais e mais. fez com que eu pensasse "isto é tão difícil!"

domingo, junho 25, 2017

pai

hoje seria a tua data de aniversário preferida.
se fosses vivo, farias 69 anos. imagino as piadas que aí viriam...

"sabes o que vem a seguir ao 69?"
"elixir para a boca"

um século certinho, a seguir ao teu nascimento, faço eu 69 anos: 2048.
se tudo correr dentro da normalidade, irei estar a contar histórias tuas ao tiago, quase com 36 anos e ao miguel, quase com 33. (vou deixar de lado as histórias porcas sexuais que me contaste. aquelas que eu preferia não ter sabido e que tenho a certeza, os teus netos também não quererão saber).

69 beijos!

segunda-feira, junho 12, 2017

injustiça

fui notificado para ir a tribunal há uns três meses. depois de me aconselhar com um advogado que consultou o meu caso, disse-me que a situação não era famosa. perguntei o motivo desta convocatória, ao que ele me respondeu: "não há nada a fazer. é um problema hereditário. houve um membro da sua família que já passou pelo mesmo e morreu de velhice com isso...nem nunca foi convocado para comparecer perante um tribunal. acho que nunca se preocupou muito com o assunto..."

há um mês lá fui eu dar a minha versão dos factos à justiça.
nada a fazer. saiu a pena e já a estou a cumprir desde a semana passada: 2 anos de prisão.

substituir:
tribunal por clínica dentária
advogado por dentista
justiça por mostrar resultados dos exames
prisão por aparelho ortodôntico

dentro em breve deixarei de ser a única pessoa que vocês conhecem com dois caninos direitos.

domingo, junho 11, 2017

chato!?

estava hoje no carro com o meu filho mais velho, quando curva após curva, uma bola de guizos que é do meu filho mais novo balança por todo o lado, fazendo o barulho semelhante ao de um pasto verdejante cheio de ovelhas a pastar. não o som do animal, mas os sinos presos nos seus pescoços...vocês perceberam.

"o que é isto papá?"
"é a bola do mano"
"ah, ok..."
"temos de arrumar a bola, aquele barulho é muito chato"
"pois é..."
...
...
"sabes o que é mais chato ainda, papá?"
"o quê tiago?"
"morrer..."
"o quê???"
"morrer papá...morrer é mais chato que o som da bola do mano"
"tens toda a razão tiago..."


domingo, maio 14, 2017

tetra e seis

não podia deixar passar em branco uma data importante para milhões de benfiquistas espalhados pelo mundo: a conquista do tetra, o trigésimo sexto campeonato da nossa história.

duvidei...novamente!
se no início da caminhada para o tri já tinha dúvidas que o conseguíssemos conquistar, este início de trajecto para o tetra não foi muito diferente. as dúvidas persistiam e apesar de termos estado em primeiro lugar desde muito cedo no campeonato, as exibições raras vezes me convenciam. eram sofríveis, eram vitórias por margens mínimas e quando enchemos o estádio na recepção ao boavista e aos 25 minutos de jogo, já estamos a perder 0-3, a moral vem cá para baixo e o pessimismo em relação ao desfecho da época fica a latejar lá bem no fundo dos nossos pensamentos.

mas...e como há sempre um mas...quem joga são eles, quem treina são eles, quem gere o clube são eles. não sou eu, mero adepto. e ainda bem! fizeram o que conseguiram e fez-se história!

escrevi isto há um ano e está mais actual que nunca:

"espero que aquela quadrilha de terroristas desportivos se mantenha no sporting por muitos e bons anos. continuem com as faltas de respeito para colegas de profissão, continuem com as redes sociais do clube a ser geridas por amadores, continuem com um canal de televisão do clube com comentadores com um QI de um caracol, continuem com os posts no facebook, continuem a perder processo atrás de processo em tribunal, continuem...por favor, continuem! este título também é vosso!

agora nada disto interessa...focados no 36!
que por acaso é o DOBRO dos campeonatos do sporting...
"

se continuarem a cometer os mesmos erros, vão continuar a surgir os mesmos resultados.
por esse facto, eu vos agradeço.

focados na dobradinha e em seguida no 37!

sexta-feira, maio 05, 2017

semáforos

estava no carro com a minha mulher no outro dia parados num semáforo, ali na zona da praça de espanha. quem costuma andar por ali, sabe que a zona está infestada de malta a pedir dinheiro nos semáforos a troco de umas piruetas, fazer malabarismo com pinos de bowling, ou simplesmente porque sim...

de repente vejo a minha mulher com uma moeda na mão. de seguida pergunta-me:
"queres dar uma moeda ao rapaz?"
"não. porquê?"
"porque sim. devias apoiar as artes"
"eu apoio as artes. não assinamos agora um mês grátis de netflix? isso é o quê?"

entretanto os carros começam a andar e ela ao reparar que era impossível dar a moeda ao rapaz, abre a consola central do carro e volta a meter a moeda lá dentro.

"espera...essa moeda era minha?", perguntei eu.
"era"
"as moedas que eu uso para os parquímetros?"
"sim"
"ias fazer caridade com o meu dinheiro?"
"precisas de apoiar as artes rui"

eu pergunto-me se a culpada da bronca do BES não é afinal, a mulher do salgado...

quarta-feira, maio 03, 2017

vai-te vestir

no outro dia pedimos ao nosso filho mais velho para ir escolher a roupa com que queria sair de casa. passado um bocado aparece na sala com uma t-shirt e com umas calças de fato de treino.

ora, eu e as calças de fato de treino temos um passado...

perguntei-lhe o que era aquilo, ao que ele responde o que uma criança de 4 anos responderá sempre:
"uma t-shirt e umas calças"
"mas que calças são essas?"
"não sei...calças..."

como eu acredito que estas coisas se treinam desde criança, retorqui:

"isso são calças que tu levas para as aulas de psico-motricidade na escola"
"ahh...sim..."
"não são calças com que se saia à rua para ir ao parque ou almoçar a casa de alguém"
"porquê?"

e atenção neste momento chave. ajoelhei-me em frente a ele e peguei-lhe no queixo, disse-lhe olhos nos olhos:

"porque nós não somos das barracas tiago..."
"o quê papá?!"

"nada...vai buscar umas calças de ganga"


Sport Lisboa e Benfica